Arquivo mensal outubro 7, 2020

porPryscylla

6 dicas para deixar a casa de um idoso segura

A casa de um idoso deve ter uma atenção especial, pois pequenas modificações podem fazer a diferença, para que eles fiquem mais seguros e acidentes domésticos sejam evitados. A autonomia é importante para melhorar o bem-estar e qualidade de vida do idoso. Por isso, separamos algumas dicas para que você deixe a casa ainda mais segura.

– Barras de segurança: Coloque barras de segurança no banheiro. Uma perto do vaso sanitário e outra dentro do box do chuveiro. Elas auxiliam na realização de movimentos que precisem de apoio. Se achar necessário, coloque também um banco para que ele se sente enquanto toma banho.

– Tapetes Antiderrapantes: os ambientes da casa onde tem tapete, lembre-se sempre de usar os antiderrapantes, pois eles aderem ao chão impedindo que o tapete se mova e o idoso escorregue.

– Objetos ao Alcance: mantenha tudo no alcance das mãos, para que o idoso não precise realizar um esforço extra tentando alcançar algo no alto ou precise ficar abaixando para pegar algo como um calçado.

– Caminho Livre: deixe os móveis dispostos de uma maneira que deixe o caminho do idoso livre, facilitando assim a sua locomoção.

– Escadas e Corrimões: escadas e degraus devem sempre ter a fita antiderrapante e o corrimão para a segurança do idoso.

– Ambientes Iluminados: a iluminação dos ambientes também é muito importante para que o idoso veja por onde está andando e assim evite quedas ou bater em algum objeto durante a noite. Por isso, tenha sempre um abajur ao lado da cama ou deixe uma luz acesa para quando o idoso precisar levantar durante a noite.

Esses cuidados vão permitir maior autonomia ao idoso e segurança dentro de casa. Eles merecem todo cuidado e atenção, então veja essas modificações como algo bom, pois vão melhorar o dia a dia e aumentar o bem-estar do idoso.

 

porPryscylla

Programa de qualidade de vida no trabalho – Outubro Rosa

O outubro Rosa é uma campanha anual realizada mundialmente, com a intenção de alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce com câncer. A mobilização visa também à disseminação de dados preventivos e ressalta a importância de olhar com atenção para a saúde, além de lutar por direitos como o atendimento e o suporte emocional, garantindo um tratamento de qualidade.

Durante o mês, diversas instituições abordam o tema para encorajar mulheres a realizarem seus exames até os disponibilizam. Iniciativas como estas são fundamentais para a prevenção, visto que os estágios iniciais, a doença é assintomática.

PREVENÇÃO DA DOENÇA

A prevenção do câncer de mama baseia-se no autoexame mensal e na realização de mamografia a cada dois anos, especialmente, em mulheres acima de 530 anos. No entanto, o controle dos fatores de risco também é eficaz. O estímulo aos fatores protetores é importante devido ser por meio deles ser possível reduzir o risco de desenvolver a doença. Além do controle de peso corporal e consumo de bebidas alcoólicas, recomendações de especialistas na prevenção da doença.

SINAIS DE ALERTA

O sintoma mais comum do CANCÊR DE MAMA é o aparecimento de nódulo, geralmente endurecido. Podem também surgir linfonodos palpáveis na axila. Outros sinais são:

– Alteração na assimetria

– Desvio ou inversão do mamilo

– Alteração na cor do mamilo

– Vermelhidão na mama ou no mamilo

– Secreção transparente, rosada ou avermelhada.

8 FATORES DE RISCO DO CÂNCER DE MAMA

1 – Mama densa;

2 – Não ter filhos;

3 – Obesidade ou excesso de peso corporal;

4 – Ter engravidado acima dos 30 anos;

5 – Falta de atividade física;

6 – Não ter amamentado;

7 – Histórico de câncer de mama na família;

8 – Uso de hormônios em excesso (anticoncepcional) ou terapia longa de reposição hormonal.