Categoria Noticias

porPryscylla

Programa de qualidade de vida no trabalho – Outubro Rosa

O outubro Rosa é uma campanha anual realizada mundialmente, com a intenção de alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce com câncer. A mobilização visa também à disseminação de dados preventivos e ressalta a importância de olhar com atenção para a saúde, além de lutar por direitos como o atendimento e o suporte emocional, garantindo um tratamento de qualidade.

Durante o mês, diversas instituições abordam o tema para encorajar mulheres a realizarem seus exames até os disponibilizam. Iniciativas como estas são fundamentais para a prevenção, visto que os estágios iniciais, a doença é assintomática.

PREVENÇÃO DA DOENÇA

A prevenção do câncer de mama baseia-se no autoexame mensal e na realização de mamografia a cada dois anos, especialmente, em mulheres acima de 530 anos. No entanto, o controle dos fatores de risco também é eficaz. O estímulo aos fatores protetores é importante devido ser por meio deles ser possível reduzir o risco de desenvolver a doença. Além do controle de peso corporal e consumo de bebidas alcoólicas, recomendações de especialistas na prevenção da doença.

SINAIS DE ALERTA

O sintoma mais comum do CANCÊR DE MAMA é o aparecimento de nódulo, geralmente endurecido. Podem também surgir linfonodos palpáveis na axila. Outros sinais são:

– Alteração na assimetria

– Desvio ou inversão do mamilo

– Alteração na cor do mamilo

– Vermelhidão na mama ou no mamilo

– Secreção transparente, rosada ou avermelhada.

8 FATORES DE RISCO DO CÂNCER DE MAMA

1 – Mama densa;

2 – Não ter filhos;

3 – Obesidade ou excesso de peso corporal;

4 – Ter engravidado acima dos 30 anos;

5 – Falta de atividade física;

6 – Não ter amamentado;

7 – Histórico de câncer de mama na família;

8 – Uso de hormônios em excesso (anticoncepcional) ou terapia longa de reposição hormonal.

               

porPryscylla

Dicas de higiene para o idoso

Existem diversas formas de melhorar a qualidade de vida na terceira idade. Alimentação, exercícios, cuidados com a mente e o ambiente que se vive de acordo com a necessidade. Existe também um outro aspecto que deve ser sempre lembrado: a higiene pessoal. A higiene pessoal é uma aliada na proteção do corpo, poque ajuda a eliminar agentes patológicos do corpo, como também ajuda a manter a autoestima da pessoa idosa.

 

Selecionamos algumas dicas para melhorar a higiene da pessoa idosa.

 

– Banho: O banho é um momento muito importante para qualquer pessoa. Para os idosos, esse momento pode acontecer de várias formas. Se houver a possibilidade de tomar o banho sozinho, é um momento de relaxar a tensão e cuidar de si mesmo, o que promove a sensação de autonomia. No caso de idosos que precisam toar banho no leito ou com a ajuda de alguém, é importante respeitar as indicações do médico relacionadas a cada condição.

 

– Cabelos e barba: Cuidar dos cabelos e da barba é muito importante para manter a autoestima dos idosos e gerar confiança, além de poder ser um momento de interação muito carinhoso, caso o idoso precise de ajuda para realizar a tarefa. Limpar os cabelos e o couro cabeludo ajudam a manter a higiene.

 

– Higiene bucal: As escovações diárias previnem infecções e mau hálito, além de refrescarem a boca do idoso, que poderá sentir mais gostos, auxiliando no processo de alimentação.

 

– Ambiente: Não adianta deixar o ambiente adaptado a segurança, se o ambiente não for bem higienizado com frequência. A limpeza da casa ajuda a manter a higiene do corpo e proporciona conforto ao idoso, em um local limpo e aconchegante. A limpeza ajuda a evitar agentes patogênicos, assim como o banho.

porPryscylla

Conheça o Conexão Coopestar! Nosso canal no YouTube.

É com bastante alegria que compartilhamos mais um projeto, o CONEXÃO COOPESTAR Falando sobre, nosso canal no YouTube.

Criamos este canal com o objetivo de promover conteúdos relacionados a área da saúde e cuidado com a pessoa idosa. Através dele você também conhecerá um pouco mais sobre Cooperativa e nossos trabalhos realizados diariamente.

Convidamos você a se inscrever e compartilhar com seus amigos o nosso canal! Nos vemos por lá.

Link para inscrição:

http://bit.ly/conexão_coopestar

porPryscylla

Novas turmas para o curso de Cuidador de Idosos

Durante este período de pandemia vimos a necessidade de nos qualificarmos em nossa vida profissional. Enxergando esta necessidade e seguindo os protocolos e a autorização do governo do estado de Pernambuco, estamos iniciando novas turmas para o curso de CUIDADOR DE PESSOAS IDOSAS.


Se você tem interesse em se qualificar na área de Cuidador de Idosos, aproveite a oportunidade e realize já a sua inscrição. Para maiores informações entrar em contato através do número: 3040-1849.

Informações sobre o curso:
– Data de previsão em 24/08/2020
– Duração de 3 semanas
– Material Incluso
– Coffe Breack nos intervalos
– Aceitamos cartões.
– Certificado de capacitação

Corre e garante a tua vaga, vagas limitadas! Venha se qualificar para o mercado conosco.

Contato: 3040-1849
E-mail: marketing@coopestar.com.br

porPryscylla

7 Atividades para realizar com o Idoso

Cuidar de um idoso envolve várias funções e uma das mais importantes é ajudar o idoso a encontrar atividades que o mantenha ativo. Manter o idoso ativo traz muitos benefícios como a socialização, bem-estar e autoestima.


É importante estimular o idoso a fazer atividades, aquelas que podem ser realizadas sozinhas ou em grupo, que ajuda na manutenção de sua saúde física e mental. Envelhecer é algo irremediável, mas um cuidador ou técnico pode ajudar o idoso a fazer atividades que o mantém ativo e feliz.


Listamos sete sugestões de atividades que podem ser realizadas com a maioria dos idosos.


1 – Praticar jogos de mesa e tecnológicos;
2 – Fazer alongamentos e ginástica;
3 – Criar algo novo;
4 – Restaurar algo antigo;
5 – Cuidar de uma horta;
6 – Ouvir música;
7 – Conhecer novos lugares.

Você sabe ou realiza alguma outra atividade que pode ser realizada com um idoso? Compartilha nos comentários.

porPryscylla

Programa de Qualidade de Vida no Trabalho – Agosto Laranja

Programa de Qualidade de Vida no Trabalho – Mês de conscientização a Esclerose Múltipla.

Desde 2006 o Brasil celebra no dia 30 de agosto, o DIA NACIONAL DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE ESCLEROSE MÚLTIPLA. A data foi resultado do esforço da Associação Brasileira de Esclerose Múltipla para dar mais visibilidade à doença e seus impactos na vida das pessoas. Por isso, o agosto laranja é considerado o mês de conscientizar os brasileiros sobre essa doença e a importância de sua prevenção.

O que é Esclerose Múltipla?

A EM é uma doença neurológica, crônica e autoimune, ou seja, as células de defesa do organismo atacam o próprio sistema nervoso central, provocando lesões cerebrais e medulares. Embora a sua causa da doença ainda seja desconhecida, a EM tem sido foco de muitos estudos no mundo todo, o que têm possibilitado uma constante e significativa evolução na qualidade de vida dos pacientes. Os pacientes são geralmente jovens, em especial mulheres de 20 e 40 anos.

Você sabia que existem 4 tipos diferentes de EM?

É muito comum os médicos afirmarem que a EM é diferente para cada paciente, pois os sintomas quase nunca são os mesmos. Mas não só por isso. Na verdade, existem 4 tipos diferentes da doença.

  • ESCLEROSE MÚLTIPLA  RECORRENTE-REMINENTE (EMRR)
  • ESCLEROSE MÚLTIPLA SECUNDÁRIA PROGRESSIVA (EMSP)
  • ESCLERORE MÚLTIPLA PROGRESSIVA PRIMÁRIA (EMPP)
  • ESCLEROSE MÚLTIPLA PROGRESSIVA RECORRENTE (EMPR)

Como é feito o diagnóstico?

Pela enorme variedade e desaparecimento espontâneo, em muitos casos, dos sintomas iniciais, o diagnóstico de um paciente com esclerose múltipla pode ser muito difícil. Em geral, os principais médicos a serem procurados variam de acordo com o sintoma apresentado. Para diagnosticar a EM o exame mais confiável é a ressonância magnética de imagem, que permite identificar a doença ainda em seus estágios iniciais. Mas para ser assertivo, é preciso muito mais do que isso. Outros testes que podem ser realizados são:

  • TESTE DE FUNÇÃO NEUROLÓGICA (Caminhada, força, reflexos e sensibilidade ao toque);
  • PUNÇÃO LOMBAR PARA ANÁLISE DO LÍQUIDO CÉREBRO-ESPINHAL (liquor);
  • EXAMES DE SANGUE PARA EXCLUIR DOENÇAS.

Como é feito o tratamento?

Infelizmente, ainda não existe cura para a Esclerose Múltipla. Mas ela pode ser controlada, permitindo que os pacientes vivam com qualidade por muitos anos. Por se tratar de uma doença inflamatória que destrói a bainha de mieline, com manifestações que vão e voltam, o tratamento tem dois objetivos principais: reduzir o número de surtos e o acúmulo da incapacidade. Atualmente existem diversos medicamentos que auxiliam no tratamento de pacientes com EM, conhecidos como Terapias Modificadoras da Doença (TMD).

O tratamento escolhido vai depender principalmente da característica da doença, por isso é extremamente importante conversar sempre com o neurologista para avaliar a melhor opção. Mas o tratamento da Esclerose Múltipla não deve ser feito apenas com medicamentos. Associado ao tratamento farmacológico, deve acontecer um tratamento complementar que abrange outras necessidades, como: fisioterapia, fonoterapia, terapia ocupacional e apoio psicológico.

porPryscylla

Estimulação cognitiva para idosos.

A estimulação cognitiva para idosos pode auxiliar na recuperação da independência da pessoa assistida. Cuidadores devem incluir atividades na rotina dos idosos. Algumas atividades, desde a mais básica, são importantes para manter as funções que vão se prejudicando com a idade. Os nossos sentidos, a nossa memória, a capacidade de abstração, de criar e organizar as ideias são as principais atividades cerebrais que se alteram com a velhice.

De modo geral, a estimulação cognitiva para idosos pode ser efetuada através de algumas atividades conduzidas pelo cuidador, com a intenção de exercitar o raciocínio e a memória. Tudo irá depender das capacidades preservadas pelo assistido para determinadas atividades.

Algumas atividades que podem ser feitas para a estimulação cognitiva são:

• Jogo da memória;
• Responder perguntas sobre sua vida passada (nomes, lugares, datas);
• Dar nome a objetos, partes do corpo, dias da semana, meses, estações, fatos históricos, datas comemorativas;
• Leitura de textos curtos seguida de questionamentos sobre acontecimentos, personagens e o que eles faziam no contexto;
• Repetir uma sequência de letras, palavras ou números.

Busque sempre praticar alguma destas atividades com o idoso assistido, assim você ajudará a desenvolver melhor suas funções básicas diárias.

porPryscylla

Musicoterapia para Idosos

A musicoterapia é uma técnica de tratamento que utiliza a música a várias atividades para tratar várias alterações da saúde, pois melhora o humor, aumenta a autoestima, estimula o cérebro e até melhora a expressão corporal.
A musicoterapia pode ser usada por idosos para facilitar algumas das mudanças psicológicas que ocorrem com a idade, assim como prevenir problemas cardiovasculares como pressão alta ou insuficiência cardíaca.

Os principais benefícios no envelhecimento são:

– Restabelecimento do ritmo da marcha: O uso de músicas com os ritmos marcados auxilia idosos com dificuldade de se locomover e equilibrar.

– Estimulação da fala: o canto proporciona uma melhora nos problemas de dicção e oratória;

– Aumento da criatividade: a criação de novas músicas aumenta a criatividade e estimula todas as capacidades cognitivas;

– Aumento de força e consciência corporal: o ritmo da música estimula movimentos corporais e tonifica a musculatura;

– Diminuição dos sintomas de depressão: o convívio social utilizado na musicoterapia diminui o isolamento, além de ser uma forma de expressar as emoções;

– Redução os níveis de estresse: a interação e os momentos de boa disposição servem como forma de descarregar o estresse, evitando o aumento da pressão arterial e frequência cardíaca.

Agora que você já sabe um pouco sobre a musicoterapia, aproveite um tempinho do dia para executar tais atividades com o seu acompanhado ou familiar.

porPryscylla

Programa Qualidade de Vida – Julho Amarelo

Julho Amarelo – Mês de conscientização das hepatites virais

As cores, que sempre foram bastante importantes na decoração e harmonização, têm ganhado um novo papel há alguns anos. Escolhidas para colorir um mês todo de conscientização, elas integram campanhas que alertam sobre a saúde e os cuidados médicos. Neste mês não seria diferente, no dia 11 de janeiro de 2019 a Lei 13.802 instituiu julho como o mês de combate às hepatites virais A, B e C. Com isso, o mês de julho ganha tons amarelos para reforçar a importância dos cuidados e prevenção das doenças.

A hepatite é uma grave inflamação do fígado e acomete um número cada vez maior de brasileiros. Segundo a OMS 1,7 milhão dos portadores do vírus da hepatite C e 576 mil de hepatite B. Só em 2017 o Brasil registrou 40.198 novos casos de hepatites virais.

As hepatites virais podem ser transmitidas pela água e alimentos contaminados, de uma pessoa para outra por via sexual, por meio de fluidos corporais (compartilhar barbeador, manicure, usuários de drogas, etc.) e verticalmente, ou seja, da mãe para o filho, por isso a contaminação é bastante comum e disseminação muito fácil e rápida.

SINTOMAS

O grande desafio no que se refere às hepatites virais é a dificuldade de diagnostico, uma vez que a doença pode não apresentar sintomas. Entretanto, alguns sinais mais comuns são olhos e peles amarelados, cansaço, febre, mal-estar, tontura, vômitos, dor abdominal, urina escura e fezes claras. Muitas pessoas não sabem que estão infectadas e, além de não realizarem o devido tratamento acabam disseminando a doença. Por isso recomenda-se a realização do teste para hepatite C pelo menos uma vez na vida, com o objetivo de diagnosticar e tratar o mais precocemente.

PREVENÇÃO

A vacina é uma forma de prevenção contra as hepatites do tipo A e C. Quem se vacina para o tipo B, se protege também para hepatite. D. Ainda não existe vacina para a hepatite C, porém o paciente pode realizar o tratamento cujo índice de cura é superior a 90%.

Algumas medidas simples previnem a infecção, tais como:

– Usar preservativos;
– Exigir materiais descartáveis e esterilizados em estúdios de tatuagem, salões com manicures e pedicures;
– Não compartilhar agulhas e seringas;
– Manter exames de rotina em dia;
– Consultar um médico com frequência.

Esteja sempre atento e busque todos os cuidados para sua saúde.

porPryscylla

Cinco motivos para doar sangue.

Quem já passou por uma situação em que precisou de doação de sangue sabe o quanto é importante e valioso cada vez que uma nova bolsa chega a um hospital. Todos os dias, milhares de pacientes aguardam ansiosamente por doações. Por isso, separamos 5 motivos para ser um doador e fazer parte desta corrente do bem.

Confira:

1 – Uma única doação pode salvar até 4 vidas.

2 – O ato de doação dura no máximo uma hora,

3 – O doador tem direito a um dia de folga no trabalho e descontos em diversos estabelecimentos,

4- Doar sangue vale horas complementares na Faculdade.

5 – É um gesto de amor que beneficia a todos.

 

Agora que você já sabe alguns bons motivos sobre doação, não deixe de fazer sua parte! Doe.